Materiais cerâmicos na indústria aeroespacial

Você sabia que materiais cerâmicos são utilizados na indústria aeroespacial.

Os componentes que utilizam essa matéria-prima dispõem de alta resiliência em condições operacionais extremas. Por exemplo, o composto cerâmico é usado como um isolante na construção de foguetes, que geralmente possuem como um dos materiais principais, o alumínio.

“Em pontos críticos das naves, onde o calor é muito forte, as ligas de alumínio não dão conta do recado. É quando entram em cena as cerâmicas, capazes de resistir a temperaturas muito maiores. Nos foguetes Ariane, a cerâmica é empregada especialmente nos cilindros externos do fundo do motor do foguete principal. No lançamento, os gases expelidos na queima do combustível (hidrogênio e oxigênio líquidos) pelo motor estão a temperaturas muito elevadas, em torno de 3 000°C. Para evitar que esses gases subam e atinjam a parte posterior da nave, um escudo com cerâmica é instalado para protegê-la. O calor da queima também deve ser mantido apenas dentro do compartimento do motor, para não se espalhar pelo resto da estrutura da nave. Por isso o compartimento é revestido de materiais resistentes e isolantes.” Fábrica de foguetes – Superinteressante (super.abril).

Seu método de produção garante um material de qualidade, resistente e com ótimo custo-benefício. Desse modo, o composto cerâmico pode ser utilizado em diversos setores e indústrias, como na construção de satélites, foguetes e afins.

Até a próxima.

Facebook Instagram

Qual a composição da argila?

A argila é a matéria-prima principal utilizada na produção de tijolos e diversos materiais cerâmicos. A produção dos tijolos cerâmicos inicia na extração da argila, mas qual a composição desse recurso natural?

De acordo com a Associação Brasileira de Cerâmica, “a argila é um material natural, de textura terrosa, de granulação fina, constituída essencialmente de argilominerais, podendo conter outros minerais […] (quartzo, mica, pirita, hematita, etc), matéria orgânica e outras impurezas. Os argilominerais são os minerais característicos das argilas; quimicamente são silicatos de alumínio ou magnésio hidratados, contendo em certos tipos outros elementos como ferro, potássio, lítio e outros.

Graças aos argilominerais, as argilas na presença de água desenvolvem uma série de propriedades tais como: plasticidade, resistência mecânica a úmido, retração linear de secagem, compactação, tixotropia e viscosidade de suspensões aquosas que explicam sua grande variedade de aplicações tecnológicas. Os principais grupos de argilominerais são caulinita, ilita e esmectitas ou montmorilonita.”. Geralmente os argilominerais ilita são encontrados nos produtos fabricados com cerâmica vermelha, que é o caso dos tijolos.

Na Cerâmica TupiGuarani as argilas são extraídas em jazidas em um raio máximo de 40km da empresa, através de escavadeiras hidráulicas e caminhões caçamba. São trazidas para os pátios externos da empresa, onde permanecem por cerca de um ano a fim de fazer o sazonamento – processo com o objetivo de reduzir o excesso de materiais orgânicos e sais indesejado – para atingir a nossa exigência de qualidade.

Saiba mais sobre nosso processo de fabricação e produtos.

Siga também nas redes sociais

Facebook Instagram

Até a próxima.

Curiosidades: Conheça a origem do tijolo cerâmico

O tijolo cerâmico tem um amplo uso na construção civil e um baixo impacto ambiental. Nesse viés, é interessante conhecer a origem do material e suas particularidades. Confira algumas informações que separamos sobre o início da sua produção.

Os primeiros relatos sobre a utilização de tijolos cerâmicos datam 7500 a.C na região do Oriente Médio. Naquele período os tijolos eram um avanço na construção, pois permitiam edificações com maior resistência e durabilidade, principalmente em questão de temperatura e umidade.

A ampliação do seu uso também aconteceu pela escassez de madeira e rochas, materiais que eram bastante utilizados nas construções daquela época. Uma curiosidade é que os tijolos eram unidos por meio de betumes e palhas. Hoje, é comum o uso da argamassa para essa função.

Muito tempo depois, após a expansão e evolução do material, a revolução industrial também afetou a confecção de tijolos, de pequenas oficinas para fábricas enormes. Essa mudança diminuiu custos da fabricação e facilitou a produção em larga escala.

Hoje, a área de produção cerâmica possui várias padronizações, certificações e procedimentos para oferecer um produto de alta qualidade com responsabilidade ambiental.

Conheça o trabalho da Cerâmica TupiGuarani, são mais de 50 anos no mercado com uma produção de mais de 6 milhões de peças por mês.

Siga também nas redes sociais

Facebook Instagram

Até a próxima.